Arquivo da categoria ‘ciência’

Então, em 1964, um físico muito foda conhecido como Seu Higgs deduziu que talvez existisse algo que mantesse TUDO que existe em seu lugar, o que fariam as coisas serem o que são da forma como são.  Os seus amigos cientistas pagaram pau pra ideia  e começaram a chama-la de bóson de Higgs (à propósito, bóson é o  nome que os cientistas dão pra certas partículas que acham dentro do nucleo do átomo – átomo, como vocês devem lembrar em Os Cavaleiros dos Zodíacos são as peças de Lego que formam tudo que vemos e não vemos).

Bom, esse bóson teoricamente funcionaria como uma super-cola universal que permeia e sustenta a natureza. Numa outra referencia nerd, quem lembra da explicação dada ao AT-Field em End of Evangelion?  Quando Lilith vai fazendo a limpa na humanidade, desfazendo o campo AT  de geral e transformando tudo em um imenso oceano de Tang laranja no final? Então, na série o AT-Field funcionaria como essa “cola” que separa eu de você, desse monitor e de tudo mais que existe.

_

Se você não viu Evangelion ainda (o que é uma vergonha!), deve ter se perdido um pouco, mas é uma analogia surtada pra entender o conceito.

Voltando a história:  muito foi escrito e estudado sobre o tal bóson de Higgs, até que um pessoal aí construiu um corredor circular gigantesco (mas gigantesco pra porra) pra fazer dois protons se chocarem numa velocidade absurda só pra ver se a teoria do seu Higgs era às vera ou não.

Enterrado entre a Suíça e a França, esse corredor vem chocando partículas desde 2010, mas apenas ontem foi anunciado com 99,8% de certeza  que o seu Higgs tinha razão, afinal: esse bóson (ou algo muito semelhante ao que se esperava dele) existe!

Outra coisa: essa parada de ficar chamando o Bóson de Higgs de Particula de Deus não tem nada a ver. Na real o que aconteceu foi o seguinte: Nos anos 90, um premiado cientista chamado  Leo Lederman resolveu que seria legal mais pessoas conhecerem esse bóson batuta e escreveu o livro  “The Goddamn Particle” (algo como ” ô particula maldita!!!”). Mas o seu editor, muito do filho da puta resolveu que o nome do livro poderia insultar alguns fiéis e teve a GENIAL sacada de mudar o título para “The God Particle” ( A Partícula de Deus).  Aconteceu que o livro foi um sucesso e o bóson de Higgs ficou famoso por essa alcunha zoada. Parabens, champs!!!

Bom, o que eu sei é isso. Devo ter escrito alguma merda, mas em essência é isso aí (eu acho). Sintam-se a vontade pra me corrigirem e tals. Espero ter ajudado a esclarecer mais do que confundido…

UPDATE:  Depois de ouvir o nerdcast #324 sobre o Bóson de Higgs, desaprendi o pouco que achava que sabia. Aos interessados, recomendo que escutem o podcast pra terem uma ideia da complexidade desse tema, clicando AQUI.

Anúncios

Capitulo IV ½

O Inicio do Império

Ontem, STAR WARS completou 35 anos desde sua estreia no circuito americano em 1977. Um filme revolucionário tanto no âmbito mercadológico da industria cinematográfica (um dos marcos do cinema blockbuster e  de uma nova abordagem de merchandising sobre a obra) quanto  na historiografia da cultura nerd como um toldo todo, mantendo-se viva e atualizada até os dias de hoje através de novos jogos, séries, quadrinhos, bonecos e relançamentos de sua hexologia, para alegria da conta bancária de George Lucas e  de seus milhões de fanboys.

A trilogia clássica apresenta de forma criativa e elegante a famosa estrutura narrativa da jornada do herói estabelecida pelo pesquisador Joseph Campbell em seus trabalhos de mitologia comparativa – alias, o diretor George Lucas teve sua consultoria durante o desenvolvimento dos roteiros, fornecendo à obra um aspecto atemporal e até filosófico que iam muito alem do final dos créditos, tornando-a objeto de culto e adoração.

Toda essa idolatria pela marca tambem se deve a sacada genial de Lucas na hora de vender seu filme à Fox: ele abriu mão de sua fatia na bilheteria, desde que ficasse com os direitos da sequência e de todo o merchandising derivado da franquia. Como os figurões do estúdio não acreditavam no sucesso comercial da fita, aceitaram de bom grado o acordo do diretor.

Cabe dizer aqui  que na década de 70, o cinema americano esteve muito perto da extinção: diversos fatores como a grande crise do petróleo, que levaram os Estados Unidos à recessão e a crescente popularização da TV como veículo de informação e entretenimento afastaram o grande público das salas de exibição, deixando os estúdios à beira da falência. Felizmente, os deuses do Cinema nos trouxeram uma nova geração de realizadores que renovaram o jeito de fazer e vender filmes, entre eles Spielberg e o proprio Lucas, trazendo os jovens e o lucro novamente à indústria cinematográfica, inaugurando o conceito do blockbuster – época do alto verão norte-americano onde se concentram as grandes produções consideradas as mais rentáveis do ano.

Assim, com o sucesso de STAR WARS, Lucas estabeleceu sua franquia nas telas e corações de toda uma geração, salvando o cinema norte-americano no processo.

Sim, Greedo era uma mulher… Lide com isso!

Lançado na madruga deste 1° de maio, o trailer final  de The Dark Knight Rises, ultima parte da fantástica trilogia de Nolan com o Homem- Morcego. Confira comigo no re-play!!!

_

WOW!!!  Ataque ao avião, explosão do campo de futebol, destruição de pontes , Batman fudido, Mulher Gato sendo gostosa e o Batwing. Ao que tudo indica vão tocar o puteiro em Gotham com mais um filmaço do genial Christopher Nolan. E que venha julho…

Tudo começou com um migué nos pós-créditos de Homem de Ferro. A pequena participação de Samuel L. Jackson como Nick Fury convidando Tony Stark à Iniciativa Vingadores fez milhares de fãs delirarem com a possibilidade de ver seus heróis favoritos reunidos num único filme.

Comprada a idéia, a MARVEL Studios lança um reformulado e frenético novo filme do HULK,  apresenta sua versão cinematográfica de THOR e  Cap. América, alem de uma boa sequência de Homem de Ferro, já na intenção anunciada de junta-los TODOS no seu projeto dos sonhos: AVENGERS ASSEMBLE!!!

De 2008 pra cá (um pouco antes disso na verdade…), o genero “super-herói” se tornou um dos mais rentáveis da indústria cinematográfica, renovando e democratizando a paixão pelos ícones da cultura quadrinística, tornando o mundo todo um pouco mais nerd e portanto um lugar melhor.

Daí vem 2012 com todos numa pilha inacreditavel pra assistir o resultado desse arriscado projeto. Afinal em mãos erradas, VINGADORES poderia virar uma galhofada pior que o Metro Zorra Brasil. Felizmente, não foi o caso. O escolhido para dirigir o filme foi um cara que gosta e entende de quadrinhos, e que com muito amor (e alguns milhões de dólares) conseguiu realizar uma parada que explodiu todos os limites que o epicness pode atingir, ele nos trouxe o nirvana nerd em forma de filme.  Joss Whedon, tu é o cara!

Juntar e fazer funcionar numa narrativa de 2 horas tantos personagens tão emblemáticos e de forma tão equilibrada não deve ter sido uma experiência fácil. Muitos brincavam que o filme dos Vingadores seria um “Tony Stark e seus amigos”, devido ao inegavel carisma e presença de tela de Downey Jr, mas Whedon conseguiu balancear a importância do Homem de Ferro até com a do (até então subaproveitado) Gavião Arqueiro e isso, meu querido leitor, é digno de nota.

Isso não significa que Tony Stark tenha perdido sua habilidade de trollar todo mundo, na realidade o Ferroso vem mais sarcástico do que nunca. Aliás, o humor é um dos grandes acertos deste filme. O diretor não deixou que o peso da marca Vingadores tornasse o filme sério demais, pontuando momentos de tensão com alívios cômicos geniais.

Espere por sequências de combate absolutamente épicas, dialogos ágeis e diversão, muita diversão. Vingadores é minha recomendação máxima!!!

Nota 10/10

Reabastecendo no Posto Sol

Publicado: 15/04/2012 em ciência
Tags:,

Divulgados a algumas semanas pela NASA, os registros feitos pelo SDO (Observatorio Dinâmico Solar) revelam o que parece ser uma esfera gigantesca aparentemente drenando energia do nosso astro-rei. Teorias não faltam, mas a resposta oficial por enquanto é que ninguem sabe exatamente o que rolou aí.

Seria um ufo colossal abastecendo seu tanque pra seguir viagem através do continuum espaço-tempo? Eu, assim como Fox Mulder, quero acreditar…


Stargate Project, Gondola Wish, Scannate, Sun Streak, Grill Flame e Center Lane foram códigos usados para identificar pesquisas do Governo Norte-Americano realizadas entre 1972 à 1995 com a finalidade de investigar o emprego potencial de habilidades psíquicas em táticas militares.

Com base em estudos anteriores de fenômenos paranormais realizados pela Sociedade Americana de Pesquisas Psíquicas e o Instituto de Pesquisas de Stanford, solicitados supostamente em função de pesquisas semelhantes que estariam sendo desenvolvidas pelos soviéticas durante a Guerra Fria.

O Projeto tinha foco na investigação do potencial da “visão remota” (capacidade de ver evidência física ou informações a grandes distâncias), bem como a precognição (ca
pacidade de ver o futuro) e a telecinese (capacidade de manipular objetos no espaço físico usando a mente).


Foram relatadas a existência de 22 “observadores remotos” e 14 laboratórios de pesquisa espalhados nos EUA, que chegaram a custar ao Governo Americano mais de 20 milhões de dólares ao ano. O FBI, CIA e vários governos, agências e departamentos militares também estavam envolvidos no projeto. Em 95, quando o Projeto Stargate veio à público a revista Time afirmou que 3 videntes ainda estavam ocupadas com o projeto em Fort Meade, Maryland.

Em 1979, um dos médiuns que trabalhavam no Projeto Stargate informou que eles poderiam dizer que um dos cidadãos americanos, que estava sendo mantido refém no Irã por um grupo de militantes islâmicos estava “sofrendo de náuseas”, com “um lado de seu corpo … danificado ou ferido “e que” ele vai estar em um avião nos próximos dias”.O refém americano, Richard Queen, foi liberado 3 semanas seguintes à previsão e sofria de esclerose múltipla, que afetou os nervos ao longo de um lado de seu corpo. Outro vidente do Projeto, Paul H. Smith , teve uma sessão de observação remota, na qual supostamente previu certos detalhes que cercam o ataque à fragata USS Stark em 17 de maio de 1987 , 3 dias antes de acontecer.


A professor de estatística, Jessica Utts, da Universidade da Califórnia realizou uma análise do Projeto Stargate após a sua conclusão, que revelou que o projeto teve de 5%/15% acima do acaso, mas que as suas contas incluem um grande volume de informações irrelevantes e vagas . Após a divulgação e posterior encerramento do Projeto de Stargate em 1995, o governo emitiu uma declaração afirmando que o projeto “não mostrou valor em operações de inteligência.”

A verdade sobre Pepe Le Pew

Publicado: 13/09/2009 em ciência

Num passado não muito distante, publiquei neste mesmo canal um informe sobre marsupiais nomeado Ensaio sobre a Bolseira, então eis que hoje vejo em meu e-mail um comentário profissional sobre um engano relacionado a um dos meus personagens preferidos do universo cartunesco Warner Bros: o galante Pepe Le Pew. Preparem-se:

Olá Samura, tudo bem? Então, trabalho com gambás e fiquei feliz de ver que vc postou sobre os marsupiais em seu blog. Só tem um probleminha, mas que não é sua culpa. O Pepe Le Pew não é um marsupial, muito menos um gambá. Esse é um erro que aprendemos desde pequenos ao assistir ao desenho. Seu nome vulgar é na verdade Cangambá, ele é um placentário (como nós), e pode pesquisar sobre eles também . É só isso mesmo, para que o erro não se perpetue.

Mariana S. Ferreira
Programa de Pós-Gradução em Ecologia Laboratório de Vertebrados Depto Ecologia

_

Aparentemente eu não sou o único a confundir cangambás com gambás, que alem da semelhança fonética, tambem compartilham da habilidade especial de usar odores fétidos quando ameaçados.
Abaixo separei imagens de um cangambá e um gambá, comparem:

Cangambá
Gambá

Cangambás são nativos de bosques e campinas no México e Canadá. Aqui no Brasil, temos uma espécie semelhante conhecida como Jaratataca, mais comum na região nordeste.

Bom, é isso. agradecimentos a doutora Mariana pela atenção e a uma certa Marina, responsavel pelo meu súbito interesse em marsupiais.

Minha primeira promoção

Publicado: 09/08/2009 em ciência, dinheiro, vida

Faz algum tempo que não posto sobre minha vidinha profissional. Poisé, já fazem praticamente 11 meses que estou trabalhando na Flextronics e aconteceu que dia desses fui promovido. Antes meu oficio se resumia basicamente em testar motherboards antes que elas fossem acopladas no corpo do PC/notebook, gravando a BIOS, conectando USBs, cards e demais periféricos. Tudo muito fácil, chato e tranquilo.

Agora me colocaram no comando de um grande constructo de plástico e aço conhecido como Solder Wave. Como o nome dá a entender a parada é uma máquina gigante que solda alguns componentes de algumas placas através de uma onda de liga metálica líquida. Neste novo posto minha missão é programa-la para que as placas saiam dela soldadas e bonitinhas, alem de mante-la limpa.

Meu novo brinquedo!

Daí você pergunta: legal, uma promoção, tá ganhando quanto?
Errr… bom, por enquanto a mesma merreca da época do teste, mas dizem por aí que com o reajuste que tá pra acontecer por agora, eu terei meu justo (?) aumento.

Só pra constar, minha estada no ramo industrial é passageira e não quero de modo algum construir carreira nesta ou em qualquer outra fábrica. Meu destino é a Sagrada Sétima Arte, mas até lá preciso de dinheiro.

É… ainda não foi dessa vez que fizemos o tão aguardado oficial primeiro contato interplanetário. Alarme falso pessoal, o show acabou!

Pena, o mundo ia ficar muito mais interessante se tivessem inúmeras navezinhas pairando aqui e ali, com a massa eufórica (me incluo aqui) formando filas épicas só pra terem o gostinho de serem abduzidas ao menos uma vez na vida, mais do que isso, mais do que qualquer coisa: o começo de uma nova era.

Uma chance de fuga, uma luz, uma outra vida pra bilhões de humanóides entediados com essa bola azul que chamamos de Terra. Não faz sentido ficar preso ao chão quando se pode voar, desbravar os limites do Universo, do Multiverso com as mais exóticas raças e cores da galáxia. Aprender a desaprender as verdades que tínhamos como certas, conhecermos seus deuses, seus heróis e seus amores. Tudo seria diferente, tudo.

Mas tudo continua do mesmo jeito, tudo (pelo menos até agora).

* Essa viagem na maionese é válida apenas na hipótese que eles venham em paz

Ensaio sobre a bolseira

Publicado: 09/09/2008 em besteiras, ciência

Qual a primeira imagem que aparece em sua mente ao ouvir a palavra marsupial?

Acredito que 10 entre 10 pessoas logo vejam a carismática imagem de um canguru (marrom), talvez com um belo par de luvas de boxe, geralmente vermelhas. Acertei?
Ahhh… não se pode esquecer tambem da clássica bolsa no abdomem, símbolo-mor dessa infra-classe de mamíferos ainda tão desconhecida pela MASSA (aonde me incluo), mas eventos me levaram a pesquisar um pouco mais sobre o assunto, e consequentemente a descobrir alguns fatos bizarros sobre esses curiosos animais, que você confere abaixo:
1° Alem dos famosos cangurus tambem são da família: gambás (ex: Pepe Le Pew) , diabos da Tazmânia (saca o Taz? Então…) e coalas (sim, coalas ¬¬.), alem de outras 300 e poucas outras espécies que não serão citadas aqui por falta de referências televisivas.

2° O termo Marsupial vem de marsúpio (a bolsa na barriga), presente APENAS nas fêmeas (dããã! é obvio, eu sei, mas saber disso acabou com minha infância), muitas vezes desenvolvidas APENAS durante o período de gestação (muito curto, por sinal: algo entre 8 a 43 dias). Geralmente as mamas são abdominais, ocultas pela bolsa, f#da é o filhote (praticamente um feto) que tem que se arrastar sozinho da abertura uro-genital da mãe, escalar a bolsa e grudar no mamilo (!), sem falar que ter sua mãe pulando sem parar não facilita muito as coisas… (nota mental: seria bizarro se bebês humanos fizessem isso… ainda mais se nascessem canibais… caramba, que cena!).
3° O mais estranho é o sistema reprodutivo dos marsupiais: acreditem ou não, a fêmea tem seu trato sexual inteiramente duplicado (Ctrl C, Ctrl V), e o macho tem o pênis bifurcado (WTF?), ahhh… e com o escroto na frente dele (WTF?x2).
E esse foi um singelo momento National Geographic do SVEJA. Espero ter destruído a infância de alguns de vocês com essas chocantes revelações (ou não).
_]
Update: Deram start no LHC… sabe, o povo tá com medo que essa coisa forme um buraco negro e chupe todo nosso Universo, coisa e tal. Ou que a explosão dos protons revele uma matéria mais estável (e provavelmente mais bizarra) que transforme toda matéria do mundo nela. Mas fiquem tranquilos: não vai doer nada. 😛

Update 2: Pepe Le Pew não é um Gambá, muito menos um marsupial. Veja mais em A verdade sobre Pepe Le Pew (Set,2009)