Arquivo da categoria ‘colecionaveis’

Outono me dá sono

Publicado: 21/03/2009 em cinema, colecionaveis, dinheiro, HQs

Começou o outono e o tempo já tá meio fechado por aqui, garoinha fraca e uma preguiça do caramba de fazer qualquer coisa.

_
Não aconteceu muita coisa lá na Flex: não mudamos de líder, nem teve facão, mas tive que trabalhar ao lado de uma menina que aprendi a odiar: tudo nela agora me parece falso, encenado… sorte não ter dado nada certo, ela não merece nem mesmo um verso!!!
_
Estréias (de meu interesse) da semana: Spirit, Gran Torino e Zack and Miri Make a Porno. Sabe da melhor: nenhum maldito Multiplex sorocabano estreiou algum desses filmes… Ah, e melhor ainda: devido a um mal planejamento financeiro, nada de cinema nesse sabadão.Mas tudo bem, penso em fazer uma maratona Indiana Jones nessa tarde, regado a Coca e muita pipoca, acho que deve dar pro gasto.
_
Já viram o trailer agressive de Crank 2 ? Chev Chelios (Statham) agora em busca do seu coração (literalmente falando). Assisti o primeiro há algum tempo atrás e achei espetacular (a dublagem brasileira desse filme é fodástica). Crank 2 está previsto pra 17 de abril, e eu estou ansioso pra ver!

http://www.youtube.com/get_player

Ainda falando de cinema, deem só uma olhada nesse novo teaser-poster do Terminator:

F-O-D-A
_
Saiu no site da FNAC um action figure perfeito do Coringa na já clássica cena do assalto ao banco do The Dark Knight, 30 cm, 33 pontos articulaveis e zilhoes de acessórios. Sabe por quanto? 800 pilas!!! Adorei o boneco, mas não sou tão louco (ou rico) pra pagar quase um mês de salario nesse artefato… mas quem sabe R$500?


Pra fechar, depois de WATCHMEN procurei mais de Alan Moore por aí e encontrei o excelente A Saga do Monstro do Pantano, um encadernado caprichado da Pixel contendo o arco de histórias escritas pelo CARA . O personagem não é original dele, o que Moore fez foi amadurecer a história, tanto em termos narrativos quanto gráficos, recriando um simples quadrinho de super-heróis numa aula sobre a odsseia de um monstro em busca de sua humanidade perdida, num mundo cada vez mais inumano.

Bom, por enquanto é isso… bom Outono pra todos!!!

Anúncios

Liberdade

Publicado: 04/12/2008 em animes, colecionaveis, turismo
Aconteceu que quinta feira passada uma amiga de longas eras, retorna para cumprir uma antiga promessa: me levar a maior colônia japonesa do país, a Meca dos otakus brasileiros: o Bairro da Liberdade.

Domingo lá estavamos nos embrenhando em meio à cheirosas barraquinhas de takoyakis, manjus e afins, delirando em infinitas lojas abarrotadas de gashpoons e action figures de todos os animes imaginaveis, todos com seus olhos grandes e brilhantes implorando por uma vaga em minha estante. Quisera eu, ter verba suficiente para atender o chamado de todos, porem meu cargo e bom senso me obrigaram a levar apenas duas peças:

Seiya – Excellent Model (1/8 PVC)

Evangelion New Movie Ver. EX School Uniform Figure Ayanami Rei

Alem de todo consumismo desenfreado, tivemos um momento “espiritual”, que aparentemente parecia sinistro: essa amiga me encontra um tiozinho que se dizia “Porteiro de Deus”. De prima, achei maneiro o jeito que o velhinho pregava, sabe? Ele tinha o dom de fazer as pessoas acreditarem que ele fosse mesmo um tipo de guru ou mensageiro. Mesclou alguma coisa de Teoria de Gaia, com Karma e Cristianismo. Percebi que a ruiva tava precisando daquelas palavras de esperança e retribuição (no sentido cármico), mas meu lado cientista esperou dez minutos pra jogar um baldinho de água fria na fé da coitada (e na minha tambem). Sei lá, depois de um tempo, me pareceu uma mensagem genérica demais, universal, e ele tava fazendo parecer que fosse algo especificamente pra ela, tipo: “eu sei que você está com problemas” e tal, mas na real: quem não tem problemas? Bom, existe a possibilidade do velho ser realmente um arauto divino, mas não me pareceu prova disso durante o sermão. Que eu queime no Inferno se estiver errado…

Enfim, a Liberdade se tornou o meu ideal de cidade, amei tudo e quero morar lá pra sempre!

I want all

Publicado: 24/07/2008 em besteiras, colecionaveis, HQs

Tudo começou há mais de seis anos, quando pela primeira vez eu li um mangá. Se eu não me engano, era uma edição qualquer de Cavaleiros do Zodíaco. Como todo bom noob, estranhei um quadrinho em preto e branco, com páginas e dialogos espelhados, mas não demorei muito pra entrar de cabeça no hobby.

Em pouco tempo, minha coleção (ou melhor, coleções) não mais cabiam numa caixa de sapato… As pilhas logo migraram para a estante da sala, infestando o espaço reservado para as bebidas, quadros e troféus. Cada centavo era destinado a causa, tornando minha pequena biblioteca cada vez mais poderosa.

Anos se passaram e chegou um momento em que não podia bancar tantas coleções simultâneamente. O mercado do mangá se expandiu no país, trazendo uma onda de novos títulos a todo momento. Tive que fazer escolhas, cortar gastos… tempos difíceis.
E nesses tempos difíceis, adivinhe?
_

Comecei a colecionar mais e mais coisas (!).
Acabou que no fim dessa brincadeira toda, me descobri um colecionador filho da mãe, daqueles hardcore, cheio de TOCs, que não gosta de jogar NADA fora e quer comprar TUDO que vê…

Stormtropper de Chumbo

Publicado: 20/05/2008 em colecionaveis

No começo desse mês,a editora Planeta Diagostini iniciou uma coleção de figuras de chumbo do universo Star Wars muito boa.A primeira edição,era com nada mais,nada menos do que DARTH VADER,vei!!!

No momento que vi ele na banca,quase chorei de emoção.Alem da miniatura pintada a mão,perfeita vinha um fasciculo do que virá a ser uma enciclopédia da Antologia .O melhor foi o preço:R$:9,99.Acontece que eu não tinha esse dinheiro comigo na hora…e só cheguei a compra-lo 3 dias depois (do lançamento nas bancas,diga-se de passagem).Mas não foi nada fácil…
Animado,e com dinheiro na mão,fui até as bancas do centro da cidade (moro em Sorocaba,por sinal).Você acredita que fui nas 4 maiores bancas do centro e em TODAS já haviam esgotados os Darth Vaders?
Puto da vida,voltei em casa e vasculhei pelo meu bairro se não achava a bagaça…não chegou nem a vir o negócio por aqui.Agora era questão de honra.
Minha ultima cartada foi um hipermercado há alguns quilometros de casa.Lembrei que lá havia uma banquinha maneira.Então queimei meu COSMO e comecei aquela jornada épica rumo ao incerto.
Graças a Pelor,comprei o último Darth Vader de Sorocaba!
Realizado,com o enorme encarte debaixo do braço voltei pra casa com sorriso de orelha a orelha.
Já no sofá,enquanto cuidadosamente retirava o boneco de sua prisão de plástico,o fasciculo 1 que veio com ele colou num adesivo estratégicamente colocado para foder seu exemplar,destruindo a contra capa da merda da revista(!!!).
Mas,beleza,restaurei mais ou menos a revista e ficou suportavel olhar pra ela (sou muito fresco com essas coias).O importante era que Darth estava na minha estante no final daquele dia…
O complicado vai ser conseguir uma média de 30 paus quinzenalmente,para compra as outras 59 edições(!!!) da coleção.

Moral da História 1:É foda ser geek.

Moral da História 2:É mais foda ainda ser geek e pobre ao mesmo tempo