Arquivo da categoria ‘games’

Antes que o mundo acabe…

Publicado: 20/12/2012 em cinema, games, vida
Tags:,

Bom, mais de um mês sem atualizações, acumulei algumas coisas pra registrar aqui.

1° Meu TCC sobre quadrinhos

Gostei do resultado final e tambem de todo o caminho até chegar nele. Se você tiver interesse em dar uma lida, eu publiquei ele lá no Guia dos Quadrinhos (link AQUI). Foi legal apresenta-lo, apesar do tempo curto (só tive 5 minutos), aparentemente o pessoal gostou do meu resumo apressado. Como já havia dito em outro post, seria legal me tornar um estudioso profissional na área das HQs, vou fazer algum esforço nesse sentido… tentar um mestrado ano que vem, talvez?

2° Saudades da faculdade

Não sou muito de sair, nao me sinto bem em festas e baladas. Por essa razão, a faculdade era um modo de forçar essa socialização offline. Lá fiz alguns amigos e vivi uma bela história de amor, cujas lembranças e promessas levarei pra sempre comigo. Sinto falta da rotina, das pequenas coisas… do bolinho caipira, dos seus sorrisos, das conversas bobas… É disso que tenho saudades…

3° O HOBBIT

Muita gente ta falando que o filme é longo, arrastado… bom, por mim poderia ter 6 horas. Peter Jackson ama o universo fantástico criado por Tolkien e o resultado disso na adaptação do melhor livro do cara é puro amor em 48 quadros por segundo (embora até agora só tenha visto em 24, mas ainda vou conferir isso aê). Já vi duas vezes até agora e, putaquepariu, obrigado a todos os envolvidos!!!

4° Wii-U

Testei o novo video-game da Nintendo, e caras… é divertido demais!!! Os gráficos não mudaram muito em relação ao Wii, mas o jeito de jogar melhorou em muito com a adição de um pad – a primeira vista, estranho – que permite a você ferrar todos os seus amigos no Multiplayer. Falem o que quiserem da Nintendo, mas uma coisa não se pode negar: de diversão aqueles japoneses entendem!!!

5° Um romance inesperado

Aconteceu que, no final de dezembro, surgiu em minha vida uma bela garota que, mesmo absurdamente longe, faz minhas noites e meu coração mais felizes.

6° Fim do Mundo

#ficaadica

Anúncios

Há tempos acompanho os videos da violinista Lindsey Stirling, com versões cada vez mais fantásticas do cancioneiro popular nerd, mas depois do video que vi hoje, achei digno dedicar um post em sua homenagem.

Apaixone-se você tambem em 3,2,1…

_

Meu primeiro contato com Lindsey se deu com um medley dos temas de Legend of Zelda. Tipo, se ela simplesmente tocasse sentada numa cadeirinha de bar, já seria bom, mas a mina se veste de Link e se perfaz como o herói do jogo enquanto dedilha vigorosamente o seu violino. Não tem como ser mais AWESOME que isso…

_

_

Bem, na verdade tinha, e ela fez, mas eu já vou chegar lá… antes, ouça e chore com a voz de Lindsey cantando em élfico o tema da Comitiva do Anel…

_

_

Foda,né?  Agora ouça Crystallize, não sei se é original, mas gosto muito.

_

_

Shadows…

_

_

E Spontaneous Me…

_

_

Agora, o clipe mais épico (até agora) desta elfa barda de nivel 100 e carisma 20…

_

_

Lindsey, sua linda!

Estava eu, jogando o clássico Shadow of the Colossus, sozinho, perto das três da manhã. Em busca do 11° colosso, acabei perdido numa planicie nublada (o que é comum neste jogo em particular), pausei para acionar o mapa do jogo, e para minha surpresa, não vi em nenhum ponto o  ícone com a minha localização. Achei aquilo estranho, mas continuei a explorar o terreno, mas como a visibilidade estava terrivelmente prejudicada, não vi o desfiladeiro a minha frente. No jogo, quando se está cavalgando, seu cavalo, Agro, sempre evita a queda, empinando e relinchando na direção oposta, mas desta vez ele caiu junto comigo. A queda pareceu durar quase 1 minuto, mas o que aconteceu depois foi uma das piores e mais bizarras experiências como gamer da minha vida…

Antes de continuar, quero afirmar aqui que como ateu que sou, sempre fui muito cético em relação a tudo. Já li em alguns destes sites (como o Creepy Pasta) diversos relatos claramente fantasiosos de bugs e hacks “satânicos” em jogos, que só fazem incutir medo e preconceito nas pessoas mais “facilmente sugestionaveis” por assim dizer, mas o que relatarei a seguir me fez rever alguns conceitos espirituais que até a noite de ontem costumava ignorar (e muitas vezes até zombar).  Enfim, leiam e tirem suas próprias conclusões…

A longa queda culminou num CG violentíssimo: O cavalo, Agro explodiu no impacto com o solo num grotresco espetcaulo de sangue e visceras hiper-realísticas, ao mesmo tempo que o protagonista teve as duas pernas esmigalhadas na queda. Até então, não tinha visto tal nivel de realismo no jogo, o que me deixou desarmado para o que viria  a seguir…

Apesar da queda, o protagonista continuava vivo, agonizante e paraplegico no chão, mas ainda assim vivo. Tentei controla-lo, mas o personagem não respondia aos meus comandos. Na mesma hora, confesso que acendi a luz no meu quarto, um tanto cabreiro com o que estava acontecendo. Como vi que o jogo não seguia, assumi que era um bug e  levantei da cama pra desligar (e assistir um pouco de Cartoon Network pra relaxar), mas quando botei o pé no chão, escuto no jogo as vozes dos Ancients (que ao longo do jogo dão dicas valiosas para destruir os colossos), dizendo:

“No hope for your faithless soul”

Gelei na hora. O controle dual shock começou a vibrar na minha mão e eu percebi que poderia rastejar com o personagem. Fui movimentando aquele avatar morimbundo que deixava um largo rastro de sangue por onde passava, até que um novo CG começou a rodar revelando um colosso que eu nunca tinha visto no jogo…

Lembrava Baphomet, pra muitos a encarnação do próprio capeta  (mas que na real era o simbolo da Ordem dos Templários,que foi demonizado pela Igreja para se livrar dos caras depois que eles fizeram o trabalho sujo por ela – mas isso é assunto pra um outro post). Enfim…saber disso não aliviou o cagaço que estava sentindo naquele momento. A musica de batalha começou e meu personagem estava caído aos pés de bode daquele gigante. O botão de espada não funcionava, não podia correr, nem chamar meu cavalo (que tinha virado uma nojenta poça de sangue), só me arrastar para a morte. As vozes dos Ancients voltaram pra me assombrar praguejando:

“You’ll die for your sins”

Enquanto isso, o estranho colosso me pegou do chão com sua mão gigantesca  e me levou para perto de seu rosto, pensei que era o momento de ataca-lo de alguma forma, mas o meu personagem começou a se contorcer e gritar como numa convulsão. A tela piscou uma vez e o cenário ficou num tom sólido de vermelho. Ao meu personagem morimbundo só restou a morte quando o colosso fechou sua mão, revelando na tela de Game Over a máscara macabra daquele monstro,abaixo, só havia a opção Quit, o jogo não me deu uma segunda chance…

Atormentado com aquele game, fui tentar dormir…só tentar…

.

.

.

Conto dedicado ao meu velho amigo Danilo, por me apresentar ao Creep Pasta, o melhor do terror para  nerds.

Gamer macho…

Publicado: 31/07/2011 em games, meme's, tirinhas

Malditas enfermeiras…mal posso ver seus movimentos!!!

Se tem uma coisa que não me sai da cabeça nos ultimos meses é a maldita da Alta Definição. Não quero saber de casa própria ou carro, tudo que eu mais quero é entrar em 2010 no maravilhoso mundo do raio azul em todo o seu esplendor.
Claro que não sairá barato, e para pagar meu pequeno sonho usarei os fundos da minha recisão (1 ano e 3 meses, férias vencidas, deve dar alguma coisa…) alem de muita pesquisa e algum (mas não muito) bom senso.
A peça fundamental para tal empreendimento é uma boa TV. Tava querendo uma 42”, mas como ela TEM que ser Full HD, acho vou ter que me contentar com uma 32” (quisá uma 37”). Prefiro LCD ao Plasma, embora não exista grande diferença entre um ou outro. O Conversor Digital Integrado é bem vindo, assim como o máximo de saídas HDMI possiveis. Fortes concorrentes ao posto de minha nova TV é a Serie 5 e a ToC, ambas da Samsung, uma marca de respeito com os preços mais viáveis, alem de serem muito estilosas.

Série 5


Serie ToC

Agora, do que me adianta uma TV FullHD sem um bom player de Blu-ray? Muito, mas eu quero mesmo assim um aparelho desses, e pensei porque não um Playstation 3? Bom, um Play3 tá saindo não por menos que R$1.300,00, mas supondo que eu venda meu Play2 por uns 300, 400 reais, já dá uma aliviada na facada, alem do prazer de se ter um (puta) video-game de última geração no meu quarto!
Uma aternativa mais sadia é o player da TecToy, que com alguma pesquisa e choro pode ser comprado por R$500,00. Apesar do preço modesto, o aparelho me parece top de linha: com saída de até 7.1 canais, alem de um tal suporte Upscaling, que adapta a definição de DVDs em Tvs FullHD, sem zoar a imagem. A julgar pelos fóruns que eu visitei, é uma boa escolha.

Playstation 3 (dãã)
Blu-ray Tec Toy
O Home-Theater eu vou montando aos poucos, um passo de cada vez…

Futilidades

Publicado: 05/09/2009 em cinema, games

Sinto falta de jogar conversa fora aqui no SVEJA, então vou faze-lo-ô agora.
Tô com um jogo aqui muito ruim, mas extremamente viciante : Raw vs SmackDown 2008 para PS2. Putaquepariu: não consigo parar de jogar aquela merda. O jogo é muito repetitivo, limitadissímo tanto na jogabilidade quanto nos gráficos, mas inventei de começar o modo campanha com um avatar meu com colant do Bruce Lee em Jogo da Morte (ou Uma Thurman em Kill Bill Vol.1) e desde então, passo madrugadas inteiras espancando os astros da WWE em looping. É um tal de Vendetta sobre Vendetta que não deixa você pensar em dormir. Alguem suma com este jogo daqui!!!

Hoje fui na locadora alugar Watchmen (cujo Sell-True, assim com The Spirit só veio em Blue-Ray, para tristeza dos colecionadores f#didos) e com muita cara de pau consegui um poster, um folder e um adesivo promocional do filme. O folder em questão ficou foda na porta do meu quarto. A versão dublada ficou excelente, parabens Briggs e seus amigos!!!


Ontem estreiou Up! e eu estou louco pra ver, mas sem um rupee na algibiera. Vou ver se dou um jeito de ir amanhã, quem sabe…

Respect

Publicado: 10/07/2009 em animes, eventos, games, vida

Faz algum tempo que não posto aqui, e claro muita coisa aconteceu de lá pra cá. A coisa mais infeliz foi a morte do MJ… cara, como eu fiquei chocado. Até hoje parece estranho ser verdade, e olha que eu nem era um dos seus fãs mais fervorosos. Tenho uma amiga, a Nataly, coitada, idolatrava o cara pra carvalho. Um dia depois da morte, deu entrevista na Globo e até estampou a capa do Cruzeiro do Sul com os olhos vermelhaços de tanto choro. Vá em paz, Michael!!!


Mas a vida continua, mais chata, mais triste, mas continua.

A melhor coisa que aconteceu desde minha última postagem foi a compra do meu primeiro (e último) PS2. Não sei como vivi tanto tempo sem um. Minha intenção inicial era comprar um PS3, mas é foda pagar R$250,00 num único jogo. Fora que sem uma Full HD na sala não dá pra aproveitar ao máximo a máquina. Então achei mais econômico, sensato e cômodo adquirir um PS2 por enquanto. Em duas semanas, consegui fechar pela primeira vez Resident Evil 4 (em 13 horas, sem Walktrough) e já estou na reta final do primeiro God of War. Antes tarde do que nunca, não é?
E pra fechar….

YATTA!!!!


Finalmente este ano eu vou pra porra do Anime Friends!!! Domingo, dia 18, eu estarei no maior conglomerado otaku da America Latina, movido a Muppy e Doritos pra torrar a grana e conhecer malucos.

O Melhor Rock Band EVER!

Publicado: 02/06/2009 em games, música

Bom dia/tarde/noite, caro leitor(a) desta página. Com os olhos levemente marejados, lhe convido a ver o fabuloso primeiro trailer desta obra que promete corromper meus planos de um investimento a longo prazo: senhoras e senhores, The Beatles Rock Band!!!

Guitar Hero

Publicado: 14/07/2008 em eventos, games, música
Ainda que atrasado, por motivos de força maior, deixei para hoje o meu post em homenagem ao dia do Todo Poderoso Rock ‘n’ Roll!!!
Antes de mais nada, sou meio noob no assunto, mas como vivo cercado de amigos metaleiros, grunges, punks e etcétaras, acabo por ouvir muito rock por tabela (e esporadicamente, viciar numa banda ou outra).
_
O meu começo no mundo do rock deu-se com as históricas K7s e vinis (é assim que escreve?) do meu pai. Ele curtia (curte até hoje) muito da Disco Music: monstros sagrados como Bee Gees, Village People, ABBA e por aí vai, eram ouvidos sistematicamente durante todos os dias da minha infância. Tal estilo, influenciou muitos conjuntos da História do Rock, como The Clash, Rolling Stones e o f#dástiCo QUEEN, minha banda do coração!!!
_


O tempo passa, e certa vez, decidi que iria aprender a tocar guitarra! Ficar só ouvindo não era o bastante pra mim, eu queria gritar, arrebentar as pontas dos dedos em solos demôníacos, enfim, delírios de um adolescente tímido e apagado como eu. No natal daquele mesmo ano, ganhei meu primeiro violão (um Tonante) no já extinto amigo secreto da família. Era o primeiro passo… e eu tropiquei. Após alguns meses de muita paciência alheia e calos nas mãos, percebi que não havia nascido para o palco… ao menos, não com um violão nos braços.


Mas o sonho não acabou…

Em 2005, a Harmonix Music Systems lançou um dos jogos mais viciantes do Play2: claro que estou falando de Guitar Hero, o mega simulador de guitarra, que potencializou a venda do console em não sei quantos por cento… Um game de fácil jogabilidade: basta apertar os botões certos nas horas certas, como em Dance Dance Revolution (só que com uma guitarra-joystick ao invés do tapete). Quantas tardes e noites não foram embaladas pelos maiores clássicos do rock, tocadas por mim, o Guitar Hero?!

A franquia já se encontra em seu terceiro capitulo, Legends of Rock, alem de contar com os especiais Encore: Rock the 80s e Guitar Hero: Aerosmith (ainda não joguei esse). A previsão é que Guitar Hero IV: World Tour, estreie até o final do ano, e já correm boatos que a próxima banda homenageada com um jogo exclusivo seja a mundialmente idolatrada Metallica (!).

Fatality?

Publicado: 21/05/2008 em games

E o prêmio senhor Crossover do ano vai para: Mortal Kombat Vs DC Universe!!!

Acreditem ou não,o improvável aconteceu:os figurões destas duas supers franqüias depois de beberem muito decidiram jogar o Superman, Batman e todos os invencíveis heróis da DC para se degaldiarem com Scorpion e companhia em sangüinolentas batalhas sem fim num video game perto de você.

Seriously? OMG! WTF?

Eu não brinco com coisa séria,rapaz!
O paia dessa reunião milionária é que vão tirar a marca registrada do MK: a chance de estripar,moer,incinerar e desintegrar o looser no final de cada batalha. Sim,meus desapontados e ainda raros leitores: No Fatality!
Espero que ao menos permitam que os DCs sangrem…