Desaprendendo a Voar

Publicado: 26/07/2012 em contos

Aconteceu uma vez, e somente uma vez, o nascimento de um Menino que podia voar. Antes de dar os primeiros passos, o Menino flutuava baixo por cima do carpete da casa. Sua mãe o considerava um milagre divino, mas seu pai, um sinal demoníaco. Seu dom/maldição gerou muitas brigas na família, até que a mãe adoeceu e morreu, deixando o menino que voava aos cuidados de um Homem sem carinho.

Para que não escapasse como um passarinho, o Homem o deixava amarrado no sofá vendo TV o dia inteiro enquanto bebia sua inacabável garrafa de uísque. Alguns anos depois, o Menino se tornou Garoto e tinha que ir pra escola. A fim de mante-lo no chão, o Homem lhe fez pesadas botas de ferro com grandes cadeados cujas chaves foram destruídas de imediato. Tão pesadas eram que forçavam o garoto a arrastar os pés para andar – como andavam o resto do mundo.

O tempo passou e o Garoto se tornou Homem, um dedicado trabalhador numa pequena loja de cadeados. Não demorou muito para que o Homem forjasse as chaves que lhe dariam a liberdade de voltar a voar. Assim que destrancou os cadeados, o Homem subiu até o alto do prédio mais alto da cidade, foi até a beira e saltou. 

.

.

.

E caiu

.

.

.

E caiu

.

.

.

E caiu

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s