Up in the Air

Publicado: 07/03/2010 em cinema

Trabalhar numa multinacional num ano de mega crise foi uma experiência amarga. Demissões massivas a todo momento, perder grandes colegas de repente, alem da constante sensação da corda no meu pescoço não é exatamente uma sensação agradavel. Mas pior do que a expectativa é o momento da sua demissão, perder todo aquele universo de pessoas e rotinas em que bem ou mal estava habituado, o limbo das primeiras horas, as vezes dias em que se fica desempregado até encarar a mudança como algo positivo.

Demitir pessoas tambem não é um trabalho facil, nesta hora os novos desempregados costumam extravasar suas lágrimas e fúrias encima dos empregadores, e estes, com medo de enfrentarem este espinhoso momento contratam especialistas para demitir seus funcionários. É nestas horas em que Ryan Binghan (Clooney) se faz presente em Up In the Air, terceiro filme de Jason Reitman. Ryan com sua filosofia da mochila alem de dar a fatidica noticia ao ex-funcionário, ainda o orienta a enxergar a esperança do recomeço, de perseguir seus sonhos acomodados sobre a segurança do seu agora ex-emprego. Mas do que isso, Ryan representa o calor humano neste momento critico versus a impessoalidade da tecnologia proposta por (Amanda Kendrick) em demitir pessoas via chat.


Abordado de modo descontraído, Reitman trata de grandes dilemas da vida moderna com maestria e beleza, fazendo por merecer todos os prêmios e indicações que já recebeu.
Nota:10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s