Poisé…

Publicado: 12/06/2009 em traumas, vida

12 de junho. Dia dos namorados. Que datinha filhadamãe essa daí, não?
Não tenho pra onde fugir: pra todo lado é jingle, musiquinha e até (vejam só) nerdcast pra me lembrar de tudo aquilo que demorei pra esquecer (esqueci, é?). E como eu luto contra isso? Me rendendo ao Sistema com um post especial sobre o tão falado Dia dos Namorados.

Bom, alguem ainda lê isso aqui? Confesso que os últimos posts estavam meio fracos em conteúdo (e nunca foram lá grande coisa), mas é complicado ter algum tempo pra formular (ou pesquisar) alguma coisa relevante em meio a semanas corridas e ao mesmo tempo preguiçosas que tem sido essas minhas, e mais importante: acompanhar e comentar em outros blogs, principio cármico quando se quer (ou melhor: precisa de) leitores.

Ahhh é… o Dia dos Namorados. Bom, pensei em algo como uma lista de filmes pra se ver hoje, mas seria muito fácil e não teria graça nenhuma. Então acho que vou resumir um pouco da minha história amorosa até agora (não que ela seja especialmente fácil ou engraçada, mas é o melhor que posso fazer).

A maioria dos romances que tive aconteceram num único lugar: minha cabeça. Inúmeras novelas e filmes mentais cujas musas jamais sabiam estrelar. Mulheres me assustam, especialmente às quais me deixam apaixonado. Eu sempre acabo paralisado, escravo do medo da rejeição e inevitavelmente sozinho. Raras as vezes em que a paixão superou o medo, e eu acabava me declarando a menina/garota da vez. Em resposta, a manjada defesa do “eu gosto de você, mas… como amigo, entende?” parecia decorada por todas as meninas do Multiverso, God, quantas vezes eu ouvi isso…

Então você pensa: ahhh, ele só precisa de uma mulher de iniciativa. Wrong: já tive garotas decididas quanto a querer ficar/namorar comigo ( e eu não em orgulho disso… bem, talvez um pouco), mas acontecia de eu não estar apaixonado por elas ou que eram novas demais ou facéis demais e toda sorte de desculpas que eu inventava pra mim mesmo.

Arrisco a morrer velho e sozinho por ser um sonhador, por idealizar tanto e agir tão pouco. Já disse isso uma vez aqui, mas com o resto do mundo tudo parece tão mais fácil, tão mais simples. Eu não espero a mulher perfeita, só a certa. Será que é pedir demais?

Anúncios
comentários
  1. Maldito disse:

    E ai Samura,….ja viu o filme Fanboys?

  2. Maldito disse:

    Nao chegou no Brasil mas eu abaixei ele inteirinho e com otima qualidade no site do Emulinha, no meu blog tem um post sobre o filme comtrailer dele,…eu sugiro, o filme e muito excelente!Inte!

  3. Maldito disse:

    Vc esta enganado meu caro, pois eu vi o filme todo e realmente o lance e ver o filme antes que um dos amigos morra de cancer, pois ele so tem alguns poucos meses de vida!Ouvi falar que vair olar o 2!

  4. post melodramatico, heimmm… realmente esse dia é um dia FDP! mas nao gosto de comentar sobre essas coisas. Acho que quando tiver que acontecer acontecerá e ponto. ^^

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s